Pesquisas


PROFESSORES PPGCCC/FACOM-UFBA

André Lemos

A Comunicação das Coisas. Internet das Coisas, Big Data e Smart Cities. Produtividade em Pesquisa do CNPQ (PQ 1-A) – Período – 2014 – 2019.

Descrição: O objetivo da pesquisa é discutir a Teoria Ator-Rede (TAR) e a Filosofia ou Ontologia Orientada a Objetos (OOO) no campo das mídias digitais, em particular, e das teorias da comunicação em geral. A pesquisa tem como objeto de análise a Internet das Coisas (Internet of Things – IoT), do Big Data a partir dos projetos de Smart Cities. Estes podem ser entendidos como aqueles que agregam discussões sobre comunicação e espaço urbano a partir do uso intensivo de sensores e objetos conectados (IoT) gerando uma grande quantidade de informação (Big Data) para visualização, monitoramento e ação. Sensores, algoritmos, bases de dados, redes telemáticas criam um ambiente infocomunicacional no qual os objetos sentem o seu contexto, sabem do seu status, processam informações, tomam decisões e as distribuem mediando outros objetos e humanos. A hipótese que sustenta essa pesquisa é que a teoria ator-rede e a ontologia orientada a objetos podem ampliar o debate sobre esses novos objetos da comunicação que ganham funções infocomunicacionais importantes. Para descrever e analisar as mediações (a comunicação das coisas) e as dimensões políticas emergentes desse novo arranjo social, vamos adotar como metodologia a cartografia de controvérsias. O trabalho insere-se no que se tem chamado de digital humanities. ?Situação: Em andamento.

José Carlos Santos Ribeiro

As tecnologias comunicacionais móveis contemporâneas e suas repercussões na configuração das micro-relações sociais

Descrição: Esta pesquisa tem como objetivo principal investigar alguns pontos que norteiam a relação entre o uso das tecnologias comunicacionais móveis e a gradativa complexificação das interações sociais, bem como a análise da superposição de ambiências presentes nas esferas pública e privada vivenciadas pelos usuários nestas situações. Adotamos como hipótese que existem indícios que apontam mudanças nos arranjos psicossociais efetivados pelos indivíduos que utilizam de maneira freqüente os dispositivos comunicacionais móveis, ou seja, alterações no repertório de comportamentos sociais vivenciados nas situações cotidianas. A questão que nos interessa está centrada no exame do fenômeno como elemento dinamizador de mudanças estruturais nos formatos de interações sociais estabelecidas no universo das micro-relações. O objeto será explorado a partir de uma pesquisa de campo, cuja preparação e análise de resultados estarão fundamentadas a partir de dois grandes campos de conhecimento: o da cibercultura e o do interacionismo simbólico, os quais servirão de base para discutirmos as gradativas mudanças detectadas na sociedade a partir da implementação das chamadas novas tecnologias da informação e da comunicação e suas repercussões nas diversas áreas de atividade humana.

PESQUISADORES DOUTORES

Macello Medeiros

Ponto Certo: Mapeamento e Acessibilidade (Chamada MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº 43/2013)

Este projeto de pesquisa visa investigar as condições de acessibilidade dos pontos de ônibus em Salvador/BA, utilizando o recurso da cartografia digital (SIG).A proposta é realizar o georreferenciamento de pontos de ônibus dentro de um raio de 10 km tendo como ponto central o Hospital Sarah, referência no tratamento de portadores de limitação motora, disponibilizando informações sobre as condições de acessibilidade para acesso dos usuários através de um mapa digital com base no Sistema de Informação Geográfica (SIG).

Centro de Monitoramento Colaborativo da Cidade (Chamada Universal – MCTI/CNPq Nº 14/2014)

A proposta deste projeto é implantar o Centro de Monitoramento Colaborativo da Cidade (CMCC) para realizar mineração de dados na internet através de um software dedicado e produzir informações sobre os equipamentos urbanos da cidade de Salvador, relacionados diretamente à acessibilidade e mobilidade urbana, para, em seguida, disponibiliza-las em um mapa digital com base no Sistema de Informação Geográfica (SIG).

 

DOUTORANDOS

André Fabrício da Cunha Holanda

Teorizando a mediação: traduzindo as Teorias da Comunicação com a Teoria Ator-Rede

O legado tradicional das Teorias da Comunicação, mesmo considerando sua diversidade de paradigmas científicos e ideológicos, enfrenta dificuldades em face do desafio de abordar fenômenos atuais da comunicação social e da própria vida em sociedade caracterizados pela atuação cada vez mais assídua e autônoma dos atuantes não-humanos. Seja por conta de fluxos das comunicações digitais cada vez mais intensos entre objetos realizadas sem a interferência humana, (Internet das coisas), seja pela capacidade demonstrada por dispositivos de hardware e software para “produzir sentido” a partir de grandes massas de dados (Big Data) ou seja finalmente pela imersão em contextos urbanos marcados pela inclusão cada vez maior de dispositivos técnicos com acentuada capacidade de processamento e comunicação autônoma (Smart Cities), os paradigmas baseados na prevalência do agente humano como epicentro das comunicações não se mostram capazes de elucidar estas novas interações. Surge a necessidade de uma abordagem simétrica da mediação, que se propõe aqui parta da Teoria Ator-rede e seja capaz de analisar e descrever estes processos de mediação operados em larga medida por actantes não-humanos.

Adelino Mont’Alverne

A disseminação das redes sem fio, dos dispositivos móveis e o paradigma da computação ubíqua formaram a base para o desenvolvimento recente do conceito de Internet das Coisas. Com isso, objetos passam a contar com a potência da comunicação, o que transforma o cenário das interações humanas que passam a ser mediadas não apenas por dispositivos criados para este fim, mas também por sensores, câmeras, chips e uma ampla variedade de elementos da nossa vida cotidiana. O objetivo geral deste projeto é analisar como a estrutura tecnológica da Internet das Coisas tem sido utilizada na transformação das cidades contemporâneas, buscando torná-las mais eficientes, criativas e sustentáveis a partir de um ambiente computacional disseminado, dispositivos móveis de comunicação e informação e objetos em rede. A hipótese principal formulada é que cidades inteligentes criam novas formas de monitoramento, vigilância, coordenação e participação através do uso de tecnologias baseadas no conceito de Internet das Coisas. Mas além disso, a visualização dos dados produzidos a partir de objetos em rede revelam associações e processos sociais com motivações políticas, ambientais, econômicas, tecnológicas, entre outras.

Elias Bitencourt

A tradução do livro digital na cibercultura à luz da Teoria Ator-Rede

Essa proposta de investigac?a?o parte do reconhecimento da estrutura rizoma?tica do livro digital, composta por uma variedade de atores e associac?o?es que operam transformac?o?es significativas nos modos de manifestac?a?o do objeto livresco na cibercultura. Assim, a pesquisa tem por objeto de tese a des-scriptac?a?o e mapeamento dos fluxos associativos entre os actantes que operam a traduc?a?o do livro digital, fazendo uso dos ferramentais teo?ricos e metodolo?gicos propostos pela teoria ator-rede. Dessa maneira, tem como objetivo geral a investigac?a?o e mapeamento das redes, atores e associac?o?es envolvidas na mediac?a?o do livro digital destinados aos dispositivos eletro?nicos e plataformas digitais de leitura. Para tal, busca identificar os actantes envolvidos, descrever seus respectivos programas de ac?a?o e estrate?gias envolvidas na traduc?a?o do referido feno?meno editorial, mapear os modos de associac?a?o estabelecidos entre esses atores-rede e suas trajeto?rias historicamente construi?das. Os dados levantados a partir da pesquisa explorato?ria, das descric?o?es dos eventos e do registro de pole?micas que envolvem o corpus de ana?lise – plataformas de leitura da Amazon e da Kobo – sera?o postos em ana?lise a? luz da abordagem sime?trica proposta pela teoria ator-rede e orientadas pela cartografia de controve?rsias, visando-se, enta?o, a explicitac?a?o das concluso?es obtidas a partir do estudo empreendido.

MESTRANDOS

Leonardo Pastor

Automatismo Fotográfico: controvérsias sociotécnicas e mediação não-humanas na fotografia

Descrição: Nesta pesquisa busca-se compreender, a partir da fotografia digital associada a dispositivos em crescente automatização, de que maneira são construídos e modificados os processos comunicacionais e mediações em uma rede de alta delegação a mediadores não-humanos. Para isso, visa-se delinear controvérsias atuais envolvendo a automatização dos processos fotográficos de produção de imagem e, com isso, entender as transformações da fotografia a partir de sua associações a dispositivos e culturas digitais. Como máquina de produção imagética de origem moderna, a câmera fotográfica – e as mediações e associações ao seu redor – será trabalhada a partir da Teoria Ator-Rede (TAR) e da antropologia dos modernos desenvolvida por Bruno Latour.

Leave a comment